Aeroporto de Campinas se prepara para ser um dos maiores da América Latina

Quando o assunto é “satisfação geral do passageiro”, o Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), foi escolhido pelos viajantes como o preferido entre os 15 principais aeroportos do Brasil, responsáveis por 95% da movimentação no País. Os investimentos e melhorias promovidos nos últimos anos explicam como o terminal alcançou esse posto e a Aeroportos Brasil Viracopos, empresa que o administra desde 2012, trabalha com planos ambiciosos durante o contrato de concessão, que tem validade de 30 anos.

Com investimento previsto de R$ 9,5 bilhões ao longo do período, Viracopos se prepara para chegar ao final do contrato recebendo mais de 80 milhões de passageiros/ano e se transformar em um dos maiores e mais modernos aeroportos da América Latina. O crescimento já pode ser percebido agora. O novo terminal de passageiros (T1) começou a operar voos comerciais regulares para o exterior, no dia 29 de novembro do ano passado. Em pouquíssimo tempo, a operação para o exterior passou de três voos semanais para os 38 atuais. São voos regulares das companhias Azul, TAP, American Airlines, Gol e Copa Airlines.

Até o dia 31 de dezembro de 2014, foram transportados 51.960 passageiros em voos internacionais e operadas 472 aeronaves nos novos pátios e pontes de embarque. Para efeito de comparação, em dezembro de 2013, Viracopos transportou 3.240 passageiros em voos internacionais. Um crescimento de mais de 1.500%

“Estamos no caminho certo. O novo Aeroporto de Viracopos entrou em operação mostrando sua vocação para voos internacionais. Tivemos um grande salto em nossas operações para o exterior. São sete rotas, operadas por cinco companhias aéreas. Isso é muito significativo e representa uma mudança importante para Viracopos”, comenta o diretor-presidente do aeroporto, Luiz Alberto Küster.

AEROPORTO CIDADE

A expansão foi concebida a partir do conceito de “aeroporto cidade” e prevê hotéis, shopping center e centro de convenções. No primeiro ciclo de investimentos, atualmente em curso, a gestora do terminal investiu R$ 3 bilhões na construção de um novo terminal de passageiros com capacidade para 25 milhões de passageiros/ano – onde estão sendo operados os voos internacionais –, 28 pontes de embarque, três novos pátios de aeronaves (área total de 400 mil m²), sete novas posições remotas de estacionamento de aeronaves (com 72 posições de aviões), um edifício-garagem com 4 mil vagas e a duplicação da nova via de acesso ao aeroporto.

Ao mesmo tempo, a concessionária investiu R$ 80 milhões na revitalização do atual terminal de passageiros, para garantir mais conforto, segurança e comodidade às pessoas que circulam diariamente pelo terminal. Entre as ações feitas estão a ampliação das áreas de embarque em 142%; o incremento na oferta de sanitários a partir da construção de novos banheiros e da reforma e modernização dos já existentes; e oferta de wi-fi gratuito e ilimitado.

Nas áreas externas do sítio aeroportuário, as melhorias incluíram implantação de passarela coberta, com 600m de extensão, entre os bolsões de estacionamento e o terminal de passageiros; construção de canil para a Polícia Federal e Receita Federal; revitalização das sinalizações horizontal e vertical do sistema viário; implantação de guaritas elevadas de vigilância nos estacionamentos; recuperação de cercas do perímetro das áreas alfandegada e patrimonial; e execução de serviços de paisagismo.

“Nosso objetivo é aprimorar, cada vez mais, a experiência de voar por Viracopos. A crescente demanda de passageiros e aeronaves e os novos voos internacionais mostram que estamos no caminho certo”, comemora Luiz Alberto Küster.

TRANSPORTE DE CARGAS

No início de 2014, a gestora do terminal contratou uma empresa para desenvolver e instalar o novo Sistema de Gestão do Terminal de Viracopos. O projeto será customizado para as necessidades do aeroporto. Com investimento de R$ 9 milhões, o contrato prevê a implementação do WMS (Warehouse Management System), do novo sistema de Controle Alfandegário e do Sistema de Billing (tarifação e faturamento), funcionando de forma totalmente integrada. Os novos sistemas devem entrar em operação no segundo semestre deste ano.

A cobertura da área de Recebimento da Importação do Terminal de Cargas (Teca) também passou por melhorias e foi ampliado. Foram instalados 8 mil m² de telhado, garantindo mais espaço para armazenamento e conferência de carga não perecível. O Teca passou a ser 100% coberto. A área de importação, por meio de remoção das salas internas, ganhou 1.200m² para liberação de cargas. A ampliação da cobertura possibilitou aumento de 8.000m² de área coberta para as operações de importação.

“O novo WMS vai proporcionar mais segurança no armazenamento da carga, ganho na produtividade da logística, melhoria no acompanhamento, por parte dos clientes, do processamento de suas cargas e melhor atendimento à legislação, pois ele terá um controle alfandegário mais eficiente”, explica Luiz Alberto Küster. “Tudo isso melhorará o nível dos serviços prestados aos clientes e aos órgãos fiscalizadores”, completa.

PESQUISA

Na quinta pesquisa de satisfação do passageiro, divulgada pelo ministro da Aviação, Eliseu Padilha, na última quinta-feira (29/01), a qualidade dos serviços oferecidos por Viracopos fez do terminal o mais bem avaliado do Brasil, na opinião das pessoas entrevistadas.

A pesquisa encomendada pela SAC à Praxian – Business & Marketing ouviu 12.992 passageiros de voos domésticos e internacionais nos 15 principais aeroportos do País, entre os meses de outubro e dezembro. Os viajantes responderam a perguntas relacionadas a 48 quesitos, incluindo parâmetros utilizados em avaliações internacionais, como o tempo de espera no check-in, a oferta de transporte público, restituição de bagagem e até limpeza dos banheiros. O nível de confiança da pesquisa é de 95% e a margem de erro é de 5%.

“Elegemos a satisfação dos passageiros como prioridade nos serviços aeroportuários prestados no Brasil e esta pesquisa deve funcionar como um guia para nossos parceiros – concessionários, empresas, órgãos públicos e etc. – aprimorarem estes serviços", indicou o ministro.

Numa escala que vai de 1 a 5, Viracopos alcançou a maior média entre os aeroportos incluídos na pesquisa: 4,29. “Essa conquista não seria possível sem o envolvimento e a integração dos agentes públicos, das companhias aéreas e do aeroporto. Esse resultado nos estimula a aperfeiçoar os nossos serviços e, assim, conquistar o objetivo de ser o maior e melhor aeroporto da América Latina”, afirma o diretor-presidente da concessionária Aeroportos Brasil Viracopos, Luiz Alberto Küster.

HISTÓRICO DO AEROPORTO

O Aeroporto Internacional de Viracopos foi inaugurado em 19 de outubro de 1960. A pista possui 3.240 metros de comprimento por 45 metros de largura. O aeroporto fica numa região com condições climáticas favoráveis na maior parte do ano. Em média, ele permanece fechado apenas seis horas por ano em razão das condições meteorológicas.

A vocação cargueira de Viracopos foi consolidada na década de 1990, quando o aeroporto despontou para o segmento de Carga Aérea Internacional. Sua infraestrutura foi ampliada, os processos de movimentação de carga e desembaraço aduaneiro foram modernizados, transformando o aeroporto em referência logística no cenário nacional. Hoje, Viracopos é o maior terminal de carga de importação da América Latina.


RAIO-X DO AEROPORTO INTERNACIONAL DE VIRACOPOS

Prazo do contrato de concessão: 30 anos
Área total atual do aeroporto (m²):
                  Atualmente: 8,3 milhões m²;
                  Previsão: 25,9 milhões m²

Área do atual terminal de passageiros (m²):
                  Atualmente: 28 mil m²
                  Previsão: 178 mil m²

MOVIMENTAÇÃO DE PASSAGEIROS:
                 2011: 7,5 milhões
                 2012: 8,8 milhões
                 2013: 9,3 milhões
                 2014: 9,8 milhões

INVESTIMENTOS:
                 R$ 3 bilhões entre 2012 e 2015;
                 R$ 6,46 bilhões nos outros quatro ciclos de investimentos da concessão.

MELHORIAS REALIZADAS EM VIRACOPOS A PARTIR DE 2012:
* Novos processos de gestão, incluindo a obtenção da certificação ISO 9001para os processos logísticos de carga;

* Ampliação das áreas de embarque de 2.500m² para 5.000m²;

* Reforma de todos os conjuntos de banheiros e construção de mais quatro novos, totalizando 15 novos conjuntos de banheiros;

* Início da operação do equipamento Ambulift, veículo utilizado para embarcar e desembarcar das aeronaves pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, com capacidade para transporte simultâneo de quatro cadeiras de rodas e cinco acompanhantes;

* Inauguração da sala VIP;

* Inauguração de novos restaurantes e estabelecimentos comerciais;

* Novo serviço de táxi executivo;

* Implantação de Posto de Serviço de Atendimento ao Passageiro pela ANAC;

* Aquisição de dois novos caminhões de Bombeiro;

* Ampliação do número de vagas de estacionamento, passando de 2.000 vagas para 3.500 vagas;

* Entrega do estacionamento coberto “prime” com 200 vagas;

* Instalação de câmeras, guaritas elevadas e painéis de vagas no estacionamento;

* Instalação do sistema “sem-parar” no estacionamento e caixas de autoatendimento no terminal de passageiros (TPS);

* Instalação de 170 novas tomadas para carregar notebook/celular;

* Aumento na oferta de bolsões de carrinhos de bagagem;

* Entrega do canil para a Polícia Federal e Receita Federal;

* Implantação de 600m cobertura da passarela ligando os bolsões de estacionamento ao TPS;

* Inauguração do free shop;

* Iluminação em LED da rodovia de acesso ao aeroporto;

* Intensificação da fiscalização do uso de solo em conjunto com a SETEC nas áreas de entorno do aeroporto;

* Convênio com a EMDEC para orientação e fiscalização de trânsito interno;

* Criação de um site oficial de Viracopos;

* Homologação para receber os supercargueiros Boeing 747-8F;

* Regularização do comércio de ambulantes no aeroporto e construção de feira;

* Combate ao estacionamento em vagas irregulares;

* Reforma das instalações do atual Terminal de Passageiros;

* Construção de terminal rodoviário de ônibus com 10 baias;

* Construção do novo estacionamento para caminhoneiros;

* Entrega do novo pátio de aeronaves ATRs com 5 posições.

Fonte: http://www.aviacaocivil.gov.br